O colonialismo cognitivo da comunidade brasileira de filosofia

Artigo de Murilo Seabra, Doutor em Filosofia pela La Trobe University, publicado originalmente no portal da ANPOF. __________________________________________________________________________________________ A comunidade acadêmica brasileira de filosofia tende a conferir, numa escala de 0 a 10, em média 0,96 ponto a mais para o mesmo texto quando ele é assinado por um autor fictício francês ao invés deContinuar lendo “O colonialismo cognitivo da comunidade brasileira de filosofia”

Mãe explica por que excluiu redes sociais da filha com 2 milhões de seguidores

No mês passado, a médica paulistana Fernanda Rocha Kanner compartilhou em seu Instagram um longo texto no qual justificava a ausência da filha, Nina Rios, de 14 anos, da rede social e também do TikTok. A adolescente já era considerada uma digital influencer com seus quase 2 milhões de seguidores e tinha até dezenas de fã-clubes.Continuar lendo “Mãe explica por que excluiu redes sociais da filha com 2 milhões de seguidores”

A educação moderna criou adultos que se comportam como bebês

A educação moderna exagerou no culto à autoestima e produziu adultos que se comportam como crianças. Esse é o tema da reportagem da revista Época abaixo. Os alunos do terceiro ano de uma das melhores escolas de ensino médio dos Estados Unidos, a Wellesley High School, em Massachusetts, estavam reunidos numa tarde ensolarada para o momento mais especial deContinuar lendo “A educação moderna criou adultos que se comportam como bebês”

Viagra para o cérebro

É assim que usuários se referem às pílulas que prometem turbinar o raciocínio, a memória e o aprendizado. Saiba mais na reportagem abaixo, publicada na revista Época. Imagine tomar uma pílula e ser capaz de estudar a noite inteira sem sentir sono nem se distrair. Ou, com outra pílula, tornar-se mais criativo e destacar- se entre osContinuar lendo “Viagra para o cérebro”

Infobesidade: faça uma dieta de leituras

Passar o dia inteiro lendo bobagem nas redes sociais é tão saudável para a mente quanto viver à base de fast-food é para o corpo. Esse é o tema do artigo de opinião a seguir, escrito por Danilo Venticinque e publicado na revista Época: O Facebook está insuportável hoje. Pelo menos foi isso o que um amigo meContinuar lendo “Infobesidade: faça uma dieta de leituras”

Por uma política da racionalidade

Desidério Murcho para O Estado da Arte. Estudos recentes de psicologia cognitiva, popularizados sobretudo por Daniel Kahneman no livro Thinking, Fast and Slow (2011), parecem mostrar que os seres humanos têm como que uma alma dividida: dois sistemas cognitivos que não trabalham propriamente em harmonia, em parte porque um deles é chamado a fazer oContinuar lendo “Por uma política da racionalidade”

A verdadeira influência dos astros

Artigo de Adilson de Oliveira, professor de física da Universidade Federal de São Carlos, publicado em 2007. No texto, o professor explica como surgiu a astrologia e questiona sua validade para influenciar a personalidade e prever o destino dos homens. O céu noturno é sempre uma visão maravilhosa. Se tivermos sorte de estar em um lugarContinuar lendo “A verdadeira influência dos astros”

Crônicas sobre nossa percepção do tempo

Veja também: Sobre os nomes dos meses e dias da semana Reuni todas essas crônicas em um único post porque elas tratam de um assunto em comum: a nossa percepção do tempo. Não são sobre o tempo propriamente dito, enquanto categoria da física, da cosmologia ou da metafísica. São sobre a maneira como nós oContinuar lendo “Crônicas sobre nossa percepção do tempo”

Como detectar um mentiroso

“Mente aquele que diz que não mente”, é assim que o perito em detectar mentiras e professor do Behavior Analysis Training Institute (instituto que treina a polícia americana para detecção de mentiras), Wanderson Castilho, começa a entrevista ao Terra. Além do polígrafo – detector de mentiras que mede pressão arterial, batimentos cardíacos, temperatura corporal e dilatação daContinuar lendo “Como detectar um mentiroso”