O que faz um trabalho científico ser original?

Artigo do professor Marco Mello no blog Sobrevivendo na Ciência. Veja também: Como falar muito sem dizer nada Como a indústria dos artigos científicos é péssima para o avanço da ciência A originalidade é a principal diferença entre uma monografia de graduação, uma dissertação de mestrado e uma tese de doutorado. Enquanto nos dois primeiros níveis não éContinuar lendo “O que faz um trabalho científico ser original?”

As 7 maravilhas do mundo antigo (e moderno)

Matéria da BBC Brasil. Elas são o ápice da engenharia, da arquitetura e da beleza artística da Antiguidade. Cada uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo pode ser considerada individualmente uma obra arquitetônica surpreendente ou um feito da imaginação e engenharia humanas. Juntas, formam um guia de viagem da Antiguidade que desafia as limitações do tempoContinuar lendo “As 7 maravilhas do mundo antigo (e moderno)”

Isaac Newton criou teoria da gravidade durante quarentena da peste bubônica

Longe de Cambridge e da epidemia que deixou 100 mil mortos, o cientista ainda encontrou tempo para iniciar seus estudos sobre cálculo e óptica. É o que mostra a matéria a seguir, publicada ontem na página da revista Galileu, com informações dos jornais Open Culture, The Guardian e The Washington Post. Veja também: Breve história das pandemiasContinuar lendo “Isaac Newton criou teoria da gravidade durante quarentena da peste bubônica”

Qual é o seu ikigai?

Artigo do professor Marco Mello no blog Sobrevivendo na Ciência. Na cultura de Okinawa, no Japão, há um conceito muito simples e profundo, com infinitas camadas, conhecido como ikigai (生き甲斐). Em uma tradução aproximada, significa “razão de viver”. Também tem sido traduzido, de maneira bem livre, como “razão pela qual você se levanta de manhã”. No tradutorContinuar lendo “Qual é o seu ikigai?”

Hollywood conta as mesmas seis histórias há mais de 100 anos (e você nem percebeu)

Tudo já foi inventado? Parece que sim, ao menos na meca do cinema. Meia dúzia de tramas resumem todos os filmes, de “Cidadão Kane” a “Era uma vez… em Hollywood“. É o que mostra a matéria a seguir, do jornal El País. Críticos culturais, estudiosos da narrativa, professores de oficinas de escrita criativa e demaisContinuar lendo “Hollywood conta as mesmas seis histórias há mais de 100 anos (e você nem percebeu)”

Viagra para o cérebro

É assim que usuários se referem às pílulas que prometem turbinar o raciocínio, a memória e o aprendizado. Saiba mais na reportagem abaixo, publicada na revista Época. Imagine tomar uma pílula e ser capaz de estudar a noite inteira sem sentir sono nem se distrair. Ou, com outra pílula, tornar-se mais criativo e destacar- se entre osContinuar lendo “Viagra para o cérebro”