Brasileira de 9 anos entra para grupo das pessoas mais inteligentes do mundo

Reportagem do jornal Correio Braziliense. Com apenas 9 anos, a catarinense Laura Büchele passou a fazer parte da mais antiga e respeitada Sociedade de Pessoas com Alta Inteligência do Mundo (Mensa). Para fazer parte do grupo, é necessário apresentar um Quociente de Inteligência (QI) acima de 130 e percentual superior a 99%. O de LauraContinuar lendo “Brasileira de 9 anos entra para grupo das pessoas mais inteligentes do mundo”

A educação moderna criou adultos que se comportam como bebês

A educação moderna exagerou no culto à autoestima e produziu adultos que se comportam como crianças. Esse é o tema da reportagem da revista Época abaixo. Os alunos do terceiro ano de uma das melhores escolas de ensino médio dos Estados Unidos, a Wellesley High School, em Massachusetts, estavam reunidos numa tarde ensolarada para o momento mais especial deContinuar lendo “A educação moderna criou adultos que se comportam como bebês”

Pra que eu tenho que saber isso?

Artigo de opinião de Dani Duc. Uma pergunta que todo professor parece temer que seus alunos façam é: “Pra que eu tenho que saber isso?”. De fato, para que serve saber números complexos, saber que os holandeses invadiram Olinda em 1630, saber balancear equações químicas ou saber o que José de Alencar escreveu há mais de 150Continuar lendo “Pra que eu tenho que saber isso?”

Os grandes contra os pequenos – Rubem Alves

Vou contar uma estória que aconteceu de verdade. Sobre um menininho de oito anos, meu amigo. Passei, por acaso, na cidade onde ele mora. O avião chegou tarde. Seus pais foram me esperar no aeroporto. Enquanto íamos para casa, perguntei: “Então, e o Gui, como vai?”. “Ah! Não vai bem, não”, revelou a mãe. “Na escola,Continuar lendo “Os grandes contra os pequenos – Rubem Alves”

Sobre as recentes mudanças “drásticas” no sistema educacional brasileiro

Comentário irônico do professor Pierluigi Piazzi sobre as recentes mudanças “drásticas” implementadas no sistema educacional brasileiro. O trecho foi extraído do livro Estimulando inteligência (São Paulo: Aleph, 2014, pp. 23 e 24). Ao tomar conhecimento do vergonhoso resultado do Brasil no exame internacional PISA, as “autoridades de ensino” correram para repará-lo imediatamente. Adotaram uma providência “importantíssima”;Continuar lendo “Sobre as recentes mudanças “drásticas” no sistema educacional brasileiro”

Dicas de estudo

Veja também: Aprovado em medicina fez prova só para testar conhecimentos (G1) Aprovado em 7 vestibulares e 4 concursos dá dicas de estudo (G1) Compilação dos posts publicados em 2015 na série “Dicas de Estudo”: #1 – A atitude correta Na semana passada o G1 publicou uma matéria contando como eu fiz o Enem só para testar meus conhecimentos e acabei passando emContinuar lendo “Dicas de estudo”

Cálculos cerebrais – Rubem Alves

Minha neta parecia absorta, lendo seu caderno de biologia. 16 anos, idade tão bonita, o mundo inteiro a ser compreendido – especialmente em se tratando de biologia. Haverá coisa mais fascinante que a vida? Toda moça de 16 anos quer compreender a vida, pois a vida está borbulhando dentro dela. Olhei para o caderno: ilustrações coloridas,Continuar lendo “Cálculos cerebrais – Rubem Alves”

A arte de produzir fome – Rubem Alves

Adélia Prado me ensina pedagogia: “Não quero faca nem queijo; quero é fome”. O comer não começa com o queijo. O comer começa na fome de queijo. Se não tenho fome, é inútil ter queijo. Mas se tenho fome de queijo e não tenho queijo, dou um jeito de arranjar queijo. Sugeri, faz muitos anos,Continuar lendo “A arte de produzir fome – Rubem Alves”

O melhor professor que já tive

Crônica de David Owen publicada no Reader’s Digest em abril de 1992. O senhor Whitson ensinava ciências para a 6ª série. No primeiro dia de aula ele nos falou sobre uma criatura chamada cattywampus, um animal noturno extinto durante a Era do Gelo. Ele mostrou um crânio enquanto falava. Todos nós fizemos anotações e depois respondemos a umContinuar lendo “O melhor professor que já tive”

Matemática básica (básica mesmo!)

Pequenas quantidades são percebidas tanto por humanos quanto por outros animais. Uma cadela sabe se sua ninhada foi mexida, por exemplo. Isso se chama percepção numérica. A contagem, entretanto, é um atributo exclusivamente humano, intimamente ligado ao desenvolvimento da inteligência. Não se sabe ao certo quando o homem começou a medir as coisas de formaContinuar lendo “Matemática básica (básica mesmo!)”