Em “Começo conjectural da história humana”, Kant concilia o Gênesis e Darwin

Neste artigo escrito em 1786, o já renomado filósofo Immanuel Kant examina o momento em que o homem passa do estado de rudeza animal para o de ser racional. Usando como guia o relato bíblico da queda de Adão e outras passagens do Gênesis, supõe que a ruptura entre o instinto e a razão marcaContinuar lendo “Em “Começo conjectural da história humana”, Kant concilia o Gênesis e Darwin”

Hollywood conta as mesmas seis histórias há mais de 100 anos (e você nem percebeu)

Tudo já foi inventado? Parece que sim, ao menos na meca do cinema. Meia dúzia de tramas resumem todos os filmes, de “Cidadão Kane” a “Era uma vez… em Hollywood“. É o que mostra a matéria a seguir, do jornal El País. Críticos culturais, estudiosos da narrativa, professores de oficinas de escrita criativa e demaisContinuar lendo “Hollywood conta as mesmas seis histórias há mais de 100 anos (e você nem percebeu)”

O que era o Oráculo de Delfos?

Era o mais importante centro religioso da Grécia antiga. Entre os séculos 8 a.C. e 2 a.C., ele foi muito procurado por pessoas que supostamente recebiam previsões sobre o futuro, conselhos e orientações. A cidade de Delfos era a sede do principal templo grego, dedicado ao deus Apolo, e em cujos subterrâneos funcionava o famosoContinuar lendo “O que era o Oráculo de Delfos?”

Como Andrés Ruzo descobriu que um rio fervente da Amazônia não era lenda

O peruano Andrés Ruzo sempre pensou que a existência de um rio fervente na Amazônia não passasse de uma lenda. Mas seu trabalho como geólogo – com uma bolsa da National Geographic – o levou a conhecer de fato essa maravilha natural, aonde ele “gostaria de levar todas as crianças do mundo para que vejamContinuar lendo “Como Andrés Ruzo descobriu que um rio fervente da Amazônia não era lenda”