Como fazer uma propaganda eleitoral

Papel gasto na propaganda eleitoral impressa daria para fazer 20 milhões de livros Em 2012, um juiz do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fez as contas de quanto se gasta com a propaganda eleitoral impressa a cada eleição no Brasil e chegou a uma conclusão: a propaganda eleitoral é cara e agride seriamente o meio ambiente. SóContinuar lendo “Como fazer uma propaganda eleitoral”

Marcelo Gleiser no Canal Livre falando sobre vida extraterrestre, ciência e religião

Entrevista concedida por Marcelo Gleiser, professor de física e astronomia na Universidade de Dartmouth, nos Estados Unidos, ao programa Canal Livre, da Band. Na ocasião, ele falou sobre a probabilidade e as consequências de existir vida fora da Terra, sobre a relação entre ciência e religião, e sobre os limites éticos da ciência. Veja também: Cientistas discutemContinuar lendo “Marcelo Gleiser no Canal Livre falando sobre vida extraterrestre, ciência e religião”

O nevoeiro assassino de 1952

O grande nevoeiro de 1952, conhecido também como Big Smoke, foi um período de severa poluição atmosférica, entre os dias 5 e 9 de dezembro de 1952 que encobriu a cidade de Londres. O fenômeno foi considerado como um dos piores impactos ambientais até então, sendo causado pelo crescimento incontrolado da queima de combustíveis fósseisContinuar lendo “O nevoeiro assassino de 1952”

Maior fazenda vertical do mundo utilizará 95% menos água com método mais eficiente

Uma enorme fazenda vertical – onde as plantas são cultivadas e colhidas sem sol nem solo – está sendo construída em Nova Jersey, nos Estados Unidos. Quando estiver concluída, ela será a maior no mundo. São torres com bandejas aeropônicas iluminadas por lâmpadas de LED. As plantas recebem nutrientes através de uma nuvem de gotículasContinuar lendo “Maior fazenda vertical do mundo utilizará 95% menos água com método mais eficiente”

A carta do cacique Seattle

Em 1854, o cacique Seattle, da tribo Suquamish, enviou esta carta ao então presidente dos Estados Unidos, Francis Pierce, depois de o Governo haver dado a entender que pretendia comprar o território ocupado por aqueles índios, no oeste do país. A carta tem mais de um século e meio, mas o desabafo do cacique é incrívelmente atual.Continuar lendo “A carta do cacique Seattle”

Quantas pessoas já viveram no mundo?

Hoje, o nosso planeta conta com uma população estimada em cerca de 7 bilhões de habitantes. Mas, se considerássemos todos os seres humanos que já passaram sobre a face da Terra desde o surgimento do Homo sapiens, há 50 mil anos, quanta gente teria vivido neste mundo? O pessoal do Population Reference Bureau decidiu calcular quantasContinuar lendo “Quantas pessoas já viveram no mundo?”

Níveis de irradiação solar no mundo

É certo que, sem irradiação solar, a vida seria impossível na Terra. Mas a luminosidade e o calor excessivos devem ser apreciados com moderação. Níveis muito elevados de irradiação solar podem causar problemas ambientais, como queimadas e desertificação, e também problemas de saúde, como câncer e envelhecimento precoce da pele. Veja abaixo vários mapas produzidos peloContinuar lendo “Níveis de irradiação solar no mundo”

Por que nossos bairros são tão feios?

Artigo de opinião de Wesley Satto. Depois de ver como são os bairros nos Estados Unidos e no Canadá, percebi quão desorganizados e desagradáveis são os nossos bairros. Casas amontoadas, ruas sem calçadas, sem arborização. A falta de planejamento dos moradores para uma distribuição espacial adequada transforma nossos bairros numa verdadeira catástrofe urbanística. Além daContinuar lendo “Por que nossos bairros são tão feios?”

Rio de 1.500 km é descoberto em Marte

Astrônomos da ESA, a Agência Espacial Europeia, liberaram imagens 3D incríveis da parte superior da região Reull Vallis, no planeta Marte, que revelam o leito seco de um rio de 1.500 quilômetros de extensão. Originalmente, o rio, que em partes tinha 7 km de largura e 300 metros de profundidade, corria das serras de Promethei TerraContinuar lendo “Rio de 1.500 km é descoberto em Marte”

Como Andrés Ruzo descobriu que um rio fervente da Amazônia não era lenda

O peruano Andrés Ruzo sempre pensou que a existência de um rio fervente na Amazônia não passasse de uma lenda. Mas seu trabalho como geólogo – com uma bolsa da National Geographic – o levou a conhecer de fato essa maravilha natural, aonde ele “gostaria de levar todas as crianças do mundo para que vejamContinuar lendo “Como Andrés Ruzo descobriu que um rio fervente da Amazônia não era lenda”