Como “visitar” museus sem sair de casa

Entre as medidas tomadas para se evitar a disseminação do novo coronavírus estão a recomendação de home office, a orientação de evitar aglomerações, aulas suspensas, shows cancelados, eventos esportivos cancelados, museus fechados, entre outras. “Fiquem em casa” é o que mais se ouve. Durante esse período, a visitação virtual e gratuita a museus, galerias e bibliotecas públicas deContinuar lendo “Como “visitar” museus sem sair de casa”

Cartas de Amor – Rubem Alves

“Todas as cartas de amor são ridículas. Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas.” (Fernando Pessoa) Tenho no meu escritório a reprodução de uma das telas mais delicadas que conheço: “Mulher lendo uma carta”, de Johannes Vermeer (1632-1675). Uma mulher, de pé, lê uma carta. O seu rosto está iluminado pela luz da janela.Continuar lendo “Cartas de Amor – Rubem Alves”

Não entendo arte contemporânea

Recentemente soube de um amigo que, em viagem pela Europa, esteve no museu do Louvre, em Paris, o mais famoso do mundo. Ele conta que lá está exposto um quadro muito prestigiado que consiste numa tela toda branca, novinha em folha, inalterada. Abaixo dele, o título: “A Ausência da Arte”. Poucos dias depois, eis queContinuar lendo “Não entendo arte contemporânea”