Uma questão de nacionalidade: Americano, norte-americano ou estadunidense?

USA

Qual a maneira correta de indicar a nacionalidade de quem nasce nos Estados Unidos da América? Como devo me referir a algo que tem origem, características ou ligação com esse país? Americano, norte-americano ou estadunidense? Eu mesmo convivi com essa dúvida por um bom tempo. Somente agora tive a disposição de pesquisar, ler, comparar opiniões e finalmente me posicionar. As três formas são muito comuns no Brasil, muito embora no resto do mundo a primeira seja bem mais usada. Vejamos as principais críticas e objeções suscitadas por brasileiros acerca de cada um dos termos, bem como os melhores argumentos em favor de cada um deles:

Veja também: Diferença entre Inglaterra, Reino Unido e Grã-Bretanha


ESTADUNIDENSE

Quem defende o uso da expressão “estadunidense” geralmente está motivado politicamente e influenciado pela ideologia anti-americana. Dizem que “americano” é quem nasce na América; e “norte-americano” é quem nasce na América do Norte. De acordo com esse ponto de vista, qualquer imposição cultural que use outro termo mais abrangente, que não seja “estadunidense”, para referir-se àquele país é de caráter imperialista e deriva do egocentrismo característico desse povo. Segundo essa posição, os próprios “estadunidenses” usurparam o termo e se autodenominaram “americanos” por se considerarem a parte mais importante da América. Por que só eles teriam o direito de usar como emblema a sonoridade de América, se nós também somos América?


NORTE-AMERICANO

Numa tentativa de estreitar o uso do termo “americano”, muito por conta das críticas citadas acima, surgiu a expressão “norte-americano”. Obviamente ela não resolve muita coisa, já que norte-americano claramente se refere à América do Norte. Não há um argumento forte que sustente tal uso: ele cristalizou-se no Brasil aparentemente apenas por conta do uso frequente. Esta é, portanto, uma maneira pouco precisa de se referir a esse povo. Algo como chamar brasileiros de sul-americanos ou latino-americanos.


AMERICANO

O termo mais comum e mais usado em documentos oficiais ao redor do mundo é “americano”. Esta discussão sobre qual dos três termos usar é uma peculiaridade brasileira – que, certamente, surgiu após as objeções anti-imperialistas explicadas acima. Essa discussão é também muito recente, haja vista que “americano” é a forma mais enraizada na história de nossa língua. De Machado de Assis a Caetano Veloso, existe uma tradição cultural séria a legitimar “americano” como termo preferencial para designar o que se refere aos EUA no português brasileiro. Isso sem mencionar que, no passaporte ou no documento de identidade de uma pessoa que pertence aos EUA, está sempre escrito “americana” no campo “nacionalidade”, e não “estadunidense”.

No entanto, sempre houve quem se incomodasse com isso, por acreditar que essa escolha aparentemente inocente traz embutida uma concordância com o sequestro que os ianques supostamente fizeram do termo que deveria ser propriedade de todo o Novo Mundo. O problema é que o principal argumento contra o uso de “americano” – o de que o termo está errado porque se refere ao continente todo – é ingênuo. De acordo com a grande maioria dos dicionários de língua portuguesa, a palavra “americano” é usada para se referir à pessoas do continente americano e/ou pessoas que são dos EUA. Ou seja, tem os dois usos – assim como “mineiro” pode designar tanto um trabalhador de minas, seja ele búlgaro, indonésio ou cearense, quanto uma pessoa natural do estado de Minas Gerais, e o contexto resolve qualquer possível ambiguidade.

Existem críticas muito consistentes aos termos alternativos. A expressão “estadunidense” é a que menos faz sentido. Quem está um pouco familiarizado com a História do Brasil deve se lembrar que nosso país, antes de se chamar oficialmente “República Federativa do Brasil”, chamava-se “Estados Unidos do Brasil”. Mas nem por isso nosso povo foi, naquela época, chamado de “estadunidense”: éramos, ainda assim, “brasileiros”. Isso porque o termo “Estados Unidos” diz respeito à forma de organização política, e não ao nome do país propriamente dito. “Estados Unidos”, nesse caso, equivale a “República Federativa”. Chamar um americano de “estadunidense” seria o equivalente a chamar um brasileiro de “republicano-federativo”. O mesmo vale para as pessoas que nascem no Reino Unido da Grã-Bretanha. Seguindo a mesma lógica que querem os defensores do termo “estadunidense”, os súditos da rainha deveriam ser chamados de “reinunidenses” em vez de “britânicos”. Ora, se o povo dos Estados Unidos do Brasil sempre foi chamado de “brasileiro”, o povo da República Federativa do Brasil continua sendo chamado de “brasileiro” e o povo do Reino Unido da Grã-Bretanha é chamado de “britânico”, devemos, por coerência, chamar o povo dos Estados Unidos da América de “americano”.


Comentário de um leitor que merece ser anexado ao post (por Divino Marroquini):

Digamos que o nome do novo continente fosse dado em homenagem a Cristóvão Colombo e não a Américo Vespúcio. Então teríamos um continente chamado Colômbia, dividido em Colômbia do Norte e Colômbia do Sul. Haveria um país aqui vizinho chamado Estados Unidos da Colômbia e seus cidadãos seriam os colombianos. Lá na Colômbia do Norte, haveria um país, Washingland, cuja capital seria Washington; seus cidadãos seriam os washinglandeses, que seriam colombianos também, mas isso daria uma confusão… Haveria discussão e mais discussão a respeito; os washinglandeses encheriam os fóruns se contrapondo à usurpação do gentílico colombiano pelos cidadãos dos Estados Unidos da Colômbia, os quais estariam poco se jodendo.

60 comentários em “Uma questão de nacionalidade: Americano, norte-americano ou estadunidense?

  1. Caro Charles Andrade Santana, boa-tarde! Meus comentários não são acerca dessa dúvida cruel. Eu, pessoalmente prefiro chamá-los estadunidenses. Meu problema é com relação à língua portuguesa que foi, por você, seguidamente, usada erroneamente. Povo é coletivo, logo o verbo e o substantivo devem estar no singular. O povo brasileiro foi sempre chamado de brasileiro. O povo da Grã-Bretanha foi sempre chamado de britânico E não como você escreveu. Saudações cósmicas: Martins.

    Curtir

    1. Vejo que sua capacidade em analisar sintaticamente o período é realmente reduzida. No período alegado (Mas nem por isso nosso povo foi, naquela época, chamado de “estadunidense”: éramos, ainda assim, “brasileiros”.) por você com erro de concordância, convivem duas orações com sujeitos distintos, sendo o primeiro sujeito a expressão “nosso povo” e o segundo sujeito “nós” está oculto mas bem marcado pela correta conjugação na primeira pessoa do plural e pelo predicativo no plural.

      Curtir

  2. O que ocorreu foi uma usurpação do nome do continente. O mesmo ocorreria se um país fosse chamado de Europa ou Asia. Por isso o termo estadunidense é mais adequado, pois diferencia do gentílico maior que é o do povo do continente americano.

    Curtir

  3. Se olharmos pela sua lógica, os 3 termos estão errados! Pior ainda é chamá-los de norte-americanos como gentílico de quem nasceu naquelas terras dos Apaches, afinal, o Canadá e o México que você esqueceu, fazem parte da América do Norte. Seria injusto com os canadenses e cucarachas! Vale lembrar, que em quase toda a América hispânica, o termo estadunidense é bem difundido. Outra coisa é a sua comparação com o Brasil. Éramos no passado Estados Unidos do Brasil e não éramos chamados de estadunidenses, logicamente, pois Brasil é uma parte do continente americano e não o continente como um todo, ao contrário dos Estados Unidos da América que leva o nome do continente. Então, soa equivalente à comparação com o Brasil e portanto, mesmo eu não aceitando, é melhor e mais correto. O que realmente importa, é que eles lá nos EUA não referiam à América como unicamente suas terras e portanto, não falem em nome dos povos americanos, pois isso soa como se estivessem falando por todo o continente.
    Pra terminar: quando viajar pra Europa ou Ásia e na volta disser que vai voltar pra América, não fique acanhado, pois vocês estará completamente correto. Somos todos americanos, assim como um italiano, francês ou inglês é europeu!

    Curtir

  4. Errado,, Como os Estados Unidos não tem nome próprio, e fica situado no continente Americano o mais correto seria o cidadão nascido nesse País de estadunidense ate um dia existir um nome próprio como referencia, dizer que estadunidense é americano é o mesmo que dizer que chileno é americano brasileiro é americano sem referencia de estado, Americano em geral é notificação dada a um continente e não a um País, sendo assim é o mesmo que chamar o Japão de Asia sendo que a China as Coreias Taiwan etc. também fazem parte deste continente, Conclusão isso é um desrespeito para com os demais Países de um continente ter um único País usando o nome de todos os outros.

    Curtir

  5. Paradoxalmente os comentários são mais profundos e até mais corentes que o artigo! Os cidadãos nascidos nos estados unidos da américa, proposital a letra minúscula, tão superiores que se julgam deveriam criar um nome específico para seu gentílico.

    Curtir

  6. América é o nome do continente, Estados Unidos é o nome de um país do continente, portanto o cidadão que nasce nos Estados Unidos, é um estadunidense.

    Curtir

    1. Na verdade o nome do Pais e America, segue o ponto de vista… Estados Unidos do Brasil, o nome e Brasil e o restante referencia aos estado em Uniao, continuando o ponto de vista…. Estados Unidos da America, sendo assim o nome e so America, como o Brasil e so Brasil. O que leva nao entendo o que levou eles a tal grau, porem nao esta errado… E nos brasileiros nao deixamos de ser Americanos tambem…

      P.S. Vale ressaltar que quem escreveu escreceu de colocar o Mexico no seu devido lugar de NORTE-AMERICANO tambem.

      Vlw

      Curtir

      1. Referência só pode ser usada quando uma coisa aconteceu antes da outra. Os EUA foi o primeiro país da América a conseguir independência. Nada do que veio depois pode ser usado para justificar o aconteceu antes, que povo burro.

        Curtir

      2. El nombre AMERICA fue dado al CONTINENTE descubierto por los españoles en honor al navegante explorador italiano nacionalizado español AMERICO VESPUCIO porque fue uno de los primeros en darse cuenta que este era un nuevo CONTINENTE y no la India como creyó erróneamente Cristóbal Colón por eso se llamó a nuestro CONTINENTE AMERICA en su honor porque nuestro CONTINENTE se llama AMERICA y no por ejemplo Americo ya que nombre fue dado en honor a AMERICO VESPUCIO porque los otros CONTINENTES tenían nombres en FEMENINO EUROPA ASÍA ÁFRICA por eso también se decidió llamar a nuestro CONTINENTE AMERICA en FEMENINO y no por ejemplo Americo el nombre AMERICA fue dado al CONTINENTE descubierto por los españoles en honor al navegante explorador italiano nacionalizado español AMERICO VESPUCIO en el AÑO 1507 en esa época solo habían en el CONTINENTE colonias españolas y portuguesas los británicos llegaron al CONTINENTE recién en el AÑO 1607 100 años después de dado el nombre al CONTINENTE
        EEUU es un país que literal mente no tiene nombre por lo tanto eso tampoco les permite tener un gentilicio propio único que los identifique su “nombre” solo indica su posición geográfica donde se encuentran situados en un CONTINENTE llamado AMERICA “estados unidos DE america” que serían los estados unidos de las colonias británicas en AMERICA las 13 colonias británicas en AMERICA haciendo referencia al CONTINENTE donde se encuentran situados llamado AMERICA caso parecido el nombre del país SUDÁFRICA que su nombre sólo indica su posición geográfica donde se encuentran situados al SUR de un CONTINENTE llamado ÁFRICA pero como las ratas de EEUU están acostumbrados a querer apropiarse de lo que no les pertenece y como su país literalmente NO TIENE NOMBRE los muy ignorantes idiotas sin vergüenzas ladrones estafadores se empezaron a creer los únicos “american” del mundo y lo más estúpido y ridículo del caso empezaron a considerar sólo “america” a su país y así viven en su mundito irreal falsificado y de fantasía pobre gente estúpida ignorante dan lástima

        Curtir

    2. Errado… o nome do país é Estados Unidos da AMÉRICA, logo é correto chamá-los de americanos. Seria correto chamar os brasileiros de estadunidenses quando nosso país foi denominado Estados Unidos do Brasil? Além disso eles não usurpara nome nenhum pois os Estados Unidos nasceram em 1492, junto com o nome “América”. é ignorância tentar denominar a etimologia de outro país… além disso nosso país tá mergulhado num balde de merda mexida e temos preocupações maiores do que brigar por algo tão insignificante… achei essa matéria um lixo… só entrei para fazer um trabalho de escola e me assustei em perceber que eu, com 15 anos, teria amente mais aberta que a de um senhor. Eu adoraria ser chamado de americano para não ser chamado de brasileiro… boa sorte e bons estudos.

      Curtir

      1. Você esta sendo irônico de que os Estados Unidos nasce em 1492? Ou seus professores são burros? Os Estados Unidos é mais novo que o Brasil, o país nasceu em 1606 e o nosso em 1500 (teórica não foi Pedro Alvares e sim Duarte Pacheco Pereira em 1498). Se você tivesse a mente aberta, pesquisaria o significado de estadunidense e estado-unidense e veria que é relativa a pessoa que nasce nos EUA e não a quem nasce em um país que tenha estados unidos no nome. E você ser visto como um pseudo-americano ou nem ser visto assim e deixar nossa americanidade com eles é insignificante, ou nós não nascemos na América. Colombo nunca pisou nos EUA, ele foi pra Bahamas e Américo nunca foi pro EUA, ele só aqui no Brasil e em outras partes do sul da América.

        Curtir

  7. Estados Unidos é o nome de um país da América, América é um continente, portanto , cidadão que nasce nos Estados Unidos é um estadunidense.

    Curtir

  8. Eu acho uma completa idiotice chamar o povo dos EUA de “americano”, pois todos que são do continente da América são americanos. Os EUA não tem um nome próprio, por isso usurparam o nome do continente. É o mesmo que chamar a Alemanha de “Europa” ou o Japão de “Ásia” e até mesmo os brasileiros de “latino-americanos”.

    Curtir

  9. Esta história de deque os Estados Unidos é a América, vem do início do século xlx com a doutrina monroe, dai os estadunidenses se acharem os legítimos americanos do nosso continente.

    Curtir

    1. Osvaldo e outros que comentaram: sempre foi e é uma questão para mim, o gentílico, que, no latim, se refere a gente, povo, cidadão. Daí que eu gostaria de saber se o termo hodierno cidadão não deveria ser incorporado ao nosso linguajar. Diferenciar continente de conteúdo. Fiz uma pesquisa, nada científica, sobre como cidadãos/âes se julgam sobre sua cidadania e não teve erro: alemães, japoneses, russos, coreanos, moçambiquanos, libaneses, sírios, sem contar os chilenos, argentinos, equatorianos etc, dizem que são o que afirmei acima e que é uma injúria confundir continente com conteúdo. Morei um tempo na Espanha e, para o povo de lá, é estadunidense e acabou. Nem ficam nas madrugadas esquentando com isso. Mas eu sou brasileira e gostaria que meu gentílico fosse respeitado, na concepção de cidadão que, acho, os EUA não querem rever.

      Curtir

  10. O MÉXICO também pertence à América do Norte. Então os mexicanos podem querer ser chamados de “norte-americanos”. Qualquer referência aos “norte-americanos” inclui também o MÉXICO.

    Curtir

  11. Bom Dia ! eu acho o mais correto estadunidense,porque nós Brasileiros e ou demais países da do continente Americanos somos americanos, outra coisas o México é norte-americano também e poque quem nasci na e Europa independente do pais é europeu e na América tem essas diferenças.Eu particularmente acho uma forma que o Estados Unidos junto com o Canadá tem um preconceito com os outros países das América tipo latinos, ticanos (apesar de ser uma comida Mexicana ) só que eu sei até então.

    Curtir

  12. João não é o mais correto , é o correto mesmo, esta mania de chamar estadunidenses de americanos , como se este gentílico fosse especifico deles , é na verdade algo que denigre a nossa identidade no sentido continental , eles adoram fazer isso para se sentirem superiores e aqui muitos aderem a esta submissão , é fogo irmão a alienação é a forma mais eficiente de dominação .

    Curtir

  13. Eles são os unitedstatians?
    Existe algum termo em inglês que minimamente corresponda a estadunidense?

    Essa discussão equivale a dizer que o nome do município do rio de janeiro é Município, pois ele é só um dos municípios do estado do Rio de Janeiro. Ou que o nome do município de São Paulo é município (pelo mesmo motivo).

    O nome do país é América. É um saco terem escolhido o mesmo nome do continente? É. Pode causar ambiguidade? Sim. Há uma intenção imperialista por trás. Talvez. Mas é o nome do país. E o gentílico é American, não unitedstatian, que se traduz como americano, não estadunidense.

    Curtir

    1. Existe sim estadunidense em inglês, só que não é traduzido corretamente. Tem United Statesian, Usonian, Unisian, Uessian, Usian, U-S-ian, Uesican e United Stater.

      Curtir

  14. Caro Charles,
    Aqui na Espanha, também chamamos os “americanos” de estadunidenses, mas aparecem expressões como “o cinema americano” (dos EUA). Nos países hispânicos também. Os alemães usam amerikaner e US-amerikanisch.

    Curtir

  15. Embora toda discussão seja válida, na verdade todos os adjetivos pátrios supra citados pertencem aos Estados Unidos. Recordo-me que na infância encontrava apenas norte-americano, estadunidense e ianque (aportuguesado mesmo, não precisa tentar ser chique). Não sei se na época americano também era ou se foi acrescentado depois, mas o fato é que de tanto uso, este também está correto como adjetivo pátrio. Não existe um mais correto e um menos correto, são apenas opiniões de cada um. Eu particularmente acredito que o melhor adjetivo pátrio para eles é o ianque, que caracteriza a origem do anglo-saxão na América, e o Canadá teve colonização direta francesa e posteriormente inglesa. Em suma, tanta discussão por lógica, mas a Alemanha tem como adjetivo pátrio alemão ou germânico e todos nós sabemos ao que se refere germânico e não consideramos errado.

    Curtir

  16. Tem que pensar o seguinte…
    O nome oficial do Brasil é:
    Republica Federativa do Brasil
    Brasil seria uma espécie de “sobrenome”, então somos chamados de brasileiros.
    O nome oficial dos Estados Unidos é: Estados Unidos da América
    Neste caso, o América seria o “sobrenome” por isso são chamados de americanos.

    Curtir

    1. Por acaso você diz América pra se referir aos EUA, não, só uns idiotas estadunidenses dizem isso, o seu nome curto é Estados Unidos e América é o nome do continente, eles não podem roubar o nome já pertencente a algo, antigamente eles eram inteligentes, mas agora…

      Curtir

      1. Ele está correto, apenas bostileiros dodói como você fica se doendo. Em todos os outros países se chamam “estado unidenses” de americanos. E mesma coisa acontece o sobre o país deles.

        Curtir

  17. Segundo o pessoal que sente dodói pelo americano ser americano, se o continente se chama América, um país não pode se chamar América também.. Então, temos um problema no continente africano, já que existe a África do Sul (e não existe a “do norte”) e são chamados por nós de sul-africanos. Seguindo a mesma lógica, cometemos um erro, pois sul-africano deveria ser todo aquele cujo país está no “sul da áfrica”. Sendo o nome oficial do país Republica da África do Sul e sendo a África do Sul o sul do continente africano, então temos que chama-los de Republicanos da África do Sul, Republicanos do sul da África ou somente Republicanos?
    Também temos problema entre a cidade de São Paulo e o Estado de São Paulo, a cidade do Rio de Janeiro e o estado do Rio de Janeiro.

    Curtir

    1. Sim, a África do sul tem o nome do continente, mas não usam o termo africano e o nome África como se eles fossem os únicos, e também a África tem suas região, mas ninguém conhece elas, eu só conheci recentemente as regiões. São Paulo e Rio de Janeiro tem capital com o mesmo nome, mas colocaram termos diferentes pra não confundir com o estado ou a capital, que nasce nos estado de São Paulo é paulista e na capital é paulistano, e no Rio quem nasce no estado é fluminense e na capital é carioca, se eles deixassem o mesmo termo ficaria confuso. Se aqueles caras la de cima queriam tanto o nome do país como América, por que ao em vez de colocar americano colocasse americanense, ameriquenho, americo, amerista, etc.

      Curtir

  18. Lembrando também que o nome do México não é esse é sim Estados Unidos Mexicanos, estadounidense pode ser referente ao da América ou aos Mexicanos.

    Curtir

  19. Achei muito lambe-botas. Ninguém chama de reinundidense, porque veja só, olha o trava-línguas que é chamar esse nome. Mas todo mundo chama a região de Reino Unido. O próprio povo chama de UK. Ninguém também chama carioca/fluminense de janeirense, já que seria Rio de JANEIRO.

    Assim como, pasmém, o próprio povo chama o país lá de cima de US. O nome é America’s Army, ou US Army?A ccTLD do país é qual? US. Pois é, né, eles usam o Estados Unidos também como parte do nome do país. Mostre-me em que outro lugar do mundo chamam um país de Estados Unidos. Não adianta inventar que a galera não vai chamar.

    Curtir

  20. O primeiro país da América a conseguir independência foi os Estados Unidos da América por isso ficaram mundialmente conhecidos como o país Americano, pois era o único país realmente, e os seus habitantes portanto, foram chamados americanos.

    Curtir

  21. El nombre AMERICA fue dado al CONTINENTE descubierto por los españoles en honor a AMERICO VESPUCIO 270 antes que exista EEUU como país y además 100 años antes que los británicos llegarán al CONTINENTE el nombre AMERICA fue dado y pertenece al CONTINENTE por lo tanto el verdadero AMERICANO es el nacido en el CONTINENTE AMERICANO en AMERICA EEUU es un país que literal mente no tiene nombre por lo tanto tampoco tienen gentilicio propio su nombre “estados unidos DE america” solo hace referencia al CONTINENTE donde ellos están situados llamado AMERICA que serian los estados unidos de las colonias británicas en AMERICA las 13 colonias británicas en AMERICA haciendo referencia al CONTINENTE donde están llamado AMERICA después nomás estos idiotas ignorantes se empezaron a considerar solo ellos “america” y a creerse los únicos “americanos” del mundo cosa que es un absurdo algo irreal falso y total mente estupido el CONTINENTE se llama AMERICA pero ellos s no nos llaman como debería ser AMERICAN según ellos nosotros somos latinos hispanic o cualquier cosa menos AMERICAN entonces porque si ellos nos niegan como AMERICAN AMERICANOS que somos porque nosotros en nuestros idiomas si les tenemos que llamar a ellos de “americanos” y además según algunos idiotas si no lo hacemos es porque somos “izquierdista” “comunistas” y otras estupudeces

    Curtir

  22. Everton, não existe África do Norte mas existe a África Central (República Centro-Africana). Sul da África não é um continente, é uma abstração, por exemplo, vc poderia optar por incluir Angola na região do sul da África ou não incluir. A comparação mais acurada seria se a sul-africanos optassem por chamar seu país somente “África”.

    O comentário do Patricio foi no ponto. “America” para os EUA é um nome que só se usa coloquialmente, não é o nome que se usa oficialmente. Então por que usar esse gentílico oficialmente? …

    Curtir

  23. O nome oficial do pais é estados Unidos da America, dando á entender que o pais se chama America, nome de um fulano que não sei porque se nomeou todo o continente com o nome dele, apesar de ter sido descobrido por Cristovão Colombo. Até professora de geografia já vi falar que America é nome de continente e não de pais. Que eu saiba, não existe nenhuma lei internacional que proiba um pais ter o mesmo nome do continente e na Africa tem dois. O americanos chamam seu pais de America e á sim proprios americanos, pouco ligando para os bobos que discutem sobre o nome do pais deles. É o preço da notoriedade.

    Curtir

  24. O que vale como gentílico é o substantivo / adjetivo baseado no último termo do nome do país / território, ou seja, República Federativa do Brasil = brasileiros, República Argentina = argentinos e Estados Unidos da América = americanos! É claro que eu sei que a América é um continente inteiro (formado por 35 países, 19 territórios e 08 unidades da federação de países da Europa, embora Porto Rico já tenha pedido adesão para ser o 51°. estado americano, o processo até já está em andamento), mas a regra diz que o gentílico é baseado no nome do país / território e assim ficou!

    A propósito: eu já concersei virtualmente com um certo americano (em inglês mesmo) e este me pediu perdão por o país dele roubar o nome do continente inteiro!

    E em tempo: não é usual dividir a África em do Norte, Central e do Sul, nem tem nenhum país que o nome simplificado seja só África!

    Curtir

  25. O termo correto é estadunidense. Nem vou me exaltar ou criticar a sua apelação ao EUA pq já vi q vc é defensor deles. Então é estadunidense e pronto! A galera ai em cima já te deu um show de conhecimento!

    Curtir

  26. POIS . BASTANTE INCOMODADA NO QUE ESCUTO A MÍDIA BRASILEIRA NO GERAL, E POLÍTICOS QUALIFICAREM DE “NORTE AMERICANOS” OS POVOS ESTADUNIDENSES, DECIDIR IR BUSCAR ALGUM ACHADO SOBRE TAL QUALIDADE. EU OS IDENTIFICO COMO ESTADUNIDENSES OU ESTADOS UNIDENSES. A DESIGNAÇÃO DE NORTE AMERICANOS ACREDITO QUE DIZE-LO COMO TAL PELA MÍDIA BRASILEIRA É SEGUIR BATENDO CONTINÊNCIA PARA A BANDEIRA DOS ESTADOS UNIDOS. ADEMAIS SEMPRE QUE ESCUTO POR EXEMPLO : A DIREITA NORTE AMERICANA, FICO IMAGINANDO A DIREITA DO MÉXICO, DO CANADA! IMAGINEM PARA UMA CRIANÇA QUE SE INICIA NA GEOGRAFIA. UMA PEDAGOGIA EQUIVOCA…

    Curtir

  27. O pessoal que reclama de os habitantes dos EUA se chamarem americanos deveriam, por coerência, reclamar de os habitantes da cidade de São Paulo se chamarem paulistanos, forçando assim os demais habitantes do Estado de São Paulo a se chamarem de paulistas. A capital deveria adotar um nome próprio ao invés de “usurpar” o nome do Estado e, até lá, o “correto” deveria ser chamar os nascidos na cidade sem nome de citadinos, e não paulistanos. :v

    Curtir

  28. É muito engraçado ver as pessoas discutindo sobre este tema.
    Vai mudar alguma coisa? Não, nem uma única letrinha.
    Para o mundo, continuarão sendo AMERICANOS, para a grande maioria restante dos americanos de outros lugares também continuará assim.
    Os que não não gostam, conseguirão alterar algo que está enraizado desde praticamente o princípio…daqui a pouco discutirão também pela apropriação do NOVO MUNDO…é cada pegadinha…
    Pelo visto, a galera da resistência ao imperialismo, perdendo uma pauta a cada dia, arranjará mais uma luta, agora a de uso de termos.
    Boa sorte!

    Curtir

  29. Você está totalmente errada; você como “pesquisadora”, ignora por conta própria, que os Estados Unidos da América, é um dos únicos países do mundo, se não o único, que não tem nome ou (denominação); o Brasil é nome próprio, assim como Inglaterra, Congo, Haiti, França etc. Qdo. a denominação do Brasil era: “República Federativa do Brasil” havia aí o nome “Brasil”. Agora, se vc é inteligente, responda então, onde está o nome dos Estados Unidos. Não seja ignorante por conta própria, e deixe de super valorizar esse país que nem nome tem. “Estados Unidos da América”, nem nome é, pra terminar a conversa.

    Curtir

    1. Jair Sampaio:

      Isso é porque os Estados Unidos da América não é um país, e sim uma união de 52 países, ainda que modernamente seja tratado *como se* fosse um país. Isso porque o termo “Estados” no nome dessa união federativa se refere a “Estados Nacionais”, isto é, a países, e não a meras subdivisões internas de um país como ocorre no Brasil, onde os Estados, apesar do nome, não passam na realidade de províncias. Aquela união de países recebe esse nome porque eles *de fato* são “os países, do continente americano, que decidiram se unir”. Tanto é assim que qualquer outro país *também* pode entrar na união desde que cumpra alguns pré-requisitos e seja aprovado por 2/3 dos atuais membros, assim como qualquer um dos 52 países membros pode sair caso queira e também cumpra alguns requisitos, tanto que 2 países que já saíram da União de Países do Continente Americano e depois voltaram a entrar nele são Utah e Texas, e outros países volta e meia fazem plebiscitos para decidir se continuam fazendo parte ou se saem. Então os cidadãos daqueles 52 países, quando se dizem “americanos”, estão corretos, porque no continente inteiro eles são os únicos que decidiram *abandonar* suas identidades nacionais em favor de uma identidade supra-nacional: a de nativos do continente americano em si.

      Quanto a brasil, não é nome de um país, e sim de uma árvore que era muito explorada por aqui. Inclusive, o termo que normalmente usamos para nos referir a nós mesmos, “brasileiros”, está errado. O sufixo para nativos de um local não é “-eiro/a”, é “-ano/a”. “Eiro” é sufixo de profissão: ferreiro, marceneiro, pedreiro, enfermeiro, barbeiro, brasileiro (comerciante de pau-brasil). As demais línguas nos chamam, corretamente, de “brasilianos”. Então veja que a gente nem sabe dar nome a nós mesmos direito, e queremos ficar decidindo não só como chamar os outros, mas como eles próprios devem chamar a si mesmos. Vai entender…

      Curtir

  30. É do conhecimento que no meio acadêmico e político, existe um debate sobre o nome dado para quem nasce ou mora dos E.U.A
    Temos três termos: Americano, Norte-Americano e Estadunidense (muito usado pelos esquerdistas), mas não existe um consenso sobre isto.
    Eu tenho uma sugestão, podemos falar outro termo: Que tal Americanense? Pois aqui no Brasil, dizemos que quem é do Canadá é Canadense, quem é da Costa Rica é Costarricense, quem é de Israel é Israelense, então quem é dos E.U.A é Americanense! O que acham?rsrs. Mas na minha humilde opinião, até onde eu sei, que se nos E.U.A entende-se que Americano é quem nasce ou mora nos E.U.A e também quem nasce ou mora no continente americano, Então pra mim está ok. Do mesmo jeito que o termo europeu é usado quando se refere a União Europeia ou a Europa. Ok!

    Curtir

  31. Hmmm…. Digamos que o nome do novo continente fosse dado em homenagem a Cristóvão Colombo e não a Américo Vespúcio. Então teríamos um continente chamado Colômbia, dividido em Colômbia do Norte, Colômbia Central e Colômbia do Sul. E, pasmem!, haveria um país aqui vizinho chamado Estados Unidos da Colômbia e seus cidadãos seriam os colombianos. Lá na Colômbia do Norte, haveria um país, Washingland, cuja capital seria Washington; seus cidadãos seriam os washinglandeses, que seriam colombianos também, mas isso daria uma confusão… Haveria discussão e mais discussão a respeito… os washinglandeses encheriam os fóruns se contrapondo à usurpação do gentílico colombiano pelos cidadãos dos Estados Unidos da Colômbia, os quais estariam poco se jodendo…

    Curtir

  32. O nome do país deles é América. Estados Unidos é apenas uma convenção pro nome do país, igual Reino Unido da Grã Bretanha e Irlanda do Norte.

    ” etymology: the name America is derived from that of Amerigo VESPUCCI (1454-1512) – Italian explorer, navigator, and cartographer – using the Latin form of his name, Americus, feminized to America” (https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/geos/us.html)

    O continente da Oceania também é chamado de Austrália e não vejo habitantes da Nova Zelândia ou outras ilhas reclamando porque Austrália é nome de país e também um continente.

    Portanto, é AMERICANO, SIM, e o choro é livre, bando de arrombado.

    Curtir

    1. No Brasil não existe um continente chamado “Australia”. Essa forma é como é ensinado em outros países.

      Aqui no Brasil ensinam nas escolas 6 continentes, entre eles a OCEANIA (Onde está situada a Austrália e a Nova Zelândia).

      Curtir

  33. Eu nasci nos Estados Unidos e moro ha mais de 10 anos no Brasil.

    Ainda não sei qual a forma correta de preencher o critério “NACIONALIDADE” e questionários e documentos.

    De qualquer forma agradeço.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s